sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

O que é o pensar filosófico? Como surge?

O pensar filosófico não é um campo de pensamento estranho ou misterioso. Não é verdade que apenas algumas pessoas possam pensar filosoficamente. Toda e qualquer pessoa já pensou e pode pensar filosoficamente, desde que já tenha procurado justificar ou se esforçado mentalmente para encontrar uma resposta para um determinado problema filosófico. A grande diferença reside em “como pensar” acerca de um problema filosófico, sendo neste “como pensar” que se encontra um dos grandes contributos da Filosofia: a maioria das pessoas não sabe organizar uma linha de raciocínio lógica e coerente para responder a um problema filosófico.

O pensar filosófico emerge naturalmente das circunstâncias humanas. Podemos afirmar que existe pensar filosófico desde que existe a humanidade: o Homem pela sua natural predisposição para o saber, sempre se questionou acerca de si próprio, dos outros e de tudo aquilo que o rodeia. É neste sentido, que o Homem desde sempre colocou a si próprio questões filosóficas, como por exemplo, “Como é que os seres da minha espécie surgiram à face da Terra?”, o mesmo é dizer actualmente, “Como surgiu o ser humano?”, “Como surgiu toda esta extensão de terra na qual me encontro?”, o mesmo é dizer agora, “Como surgiu o Universo?”, e por aí em diante. O pensar filosófico surge a partir do momento em que eu começo a questionar as coisas que me rodeiam e cuja solução ou resposta me apercebo que não posso encontrar na experimentação, que dizer, tocando, cheirando ou simplesmente observando-as, entre outras modalidades possíveis de experiência empírica.

Quer isso dizer que, a maior parte das pessoas já pensou sobre alguma das questões filosóficas. Ao pensar num problema filosófico já procurou obter uma resposta para ele e, neste sentido, todos nós podemos de certa maneira ser considerados “filósofos”. Mas pensar sobre um problema filosófico não é propor uma resposta e dizer que ela é a única que pode ser verdadeira, devendo-se antes aceitar a crítica e outra possível justificação ao mesmo problema com vista ao seu melhoramento: De outro modo, não se está a fazer Filosofia.

6 comentários:

Juliane Marques disse...

Odeio filosofia,mas espero que tudo o que está escrito aí me ajude no meu trabalho.

como é que você tem pasciência pra essas coisas?

ronaldo disse...

muito bom essa definição do pensar filosófico,aproveitando,gostaria de perguntar:como posso fazer para passar a pensar filosoficamentep???É possível?Como você poderia me ajudar?

nós disse...

PENSAR DÓI? PENSAR MACHUCA MUITO, POIS ESTE PENSAR NOS ARRANCA DA NOSSA IGNORÂNCIA E NOS MOSTRA A REALIDADE QUE NÃO QUEREMOS VER E QUE NOS ASSUSTA. PENSAR DÓI?

Naiana Profeta disse...

espero que isso mim ajude e muito!!!

Guilherme Moreira disse...

Muito bom até acho que simplificou muito. ajudou muito também!!definiu tudo muito bem.

Facimed Odonto Noturno disse...

não sou muito fã de filosofia, ate porque meu professor é ateu e quer fazer com que a gente acredite em tudo o que ele diz, porem eu tenho minha crença, e não vou deixa-la.
Essa introducao me ajudou a entender um pouco mais, e espero que isso ajude no meu trabalho. Obg.